sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Cybot Cup #1

Primeiro torneio de DoW2 a que compareci.

Fui devastadoramente derrotado, por um russo chamado RuWIDeBuGeR. Não me arrependo nem um pouco, se bem que me assusta saber que joguei contra um gajo que ficou de fora nos quartos-de-final.


E daí, o gajo lá ficou porque foi logo contra aquele que veio a ganhar o torneio. Aparentemente, os argentinos não são apenas bom a jogar futebol :)

Parabéns IamAkhen.

Lamento não poder ir à segunda edição no próximo sábado, mas real life happens. Ficou o convívio, a aprendizagem e a vontade de mais.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Terríveis Práticas

Bem, os blogs por vezes servem para ecoar "barulhos" ouvidos por essas Internets fora. Chegou-me aos ouvidos este, via Slashdot:

There was only one way to review Modern Warfare 2: on the Xbox 360, in Santa Barbara, under the watchful eye of Activision. Accepting the paid trip, along with room and board, was the only way you were going to get a review before launch. Joystiq noted that this broke their ethics policy, but they went anyway. Who can say no to a review destined to bring in traffic? Shacknews refused to call their coverage a 'review' because of the ethical issues inherent in the situation, but that stance was unique. The vast majority of news outlets didn't disclose how the review was conducted, or added a disclaimer after the nature of the review was made public. This proved to Activision that if you're big enough, you can dictate the exact terms of any review, and no ethics policy will make news outlets turn you down.


Não fazia ideia desta capacidade de adulterar resultados da Activision. Como o artigo original diz, não só os PC's tornaram-se irrelevantes aos olhos da Activision (na minha opinião, não é a única) no mundo dos FPS's, como podem fazer da imprensa gato-sapato.

Eu percebo que um bom site de cobertura de jogos tem de pagar aos seus escritores pelo conteúdo: é a única forma de garantir qualidade de modo mais ou menos consistente; e claro os fundos para esses salários normalmente chegam pela publicidade que rende mais quanto mais tráfego tiver o site (*1).

Sacrificar a estética (*2) do site com banners e flash's dum produto que está para chegar, percebo. Fica um pouco NSFW (*3), mas sacrificar integridade jornalística? Deixa de ser um site de cobertura, transforma-se num site de fãs, e nós sabemos bem a trollagem que circula por sites desse calibre.

  • (*1) Note-se que esta é uma publicação amadora, de qualidade dúbia, exactamente por não pagar um chavo aos autores de conteúdo.
  • (*2) Coisa que não fazemos. Não só queremos passar uma boa mensagem escrita, como uma experiência visual simples, requintada e sem paralelo(*4).
  • (*3) Coisa que não acontece aqui. Apenas o nosso banner principal acima pode suscitar interesses alheios, e é facilmente ocultável recorrendo à habitual barra de deslize no lado direito da janela, descendo-a um pouco.
  • (*4) Gostamos muito de ironia :)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Três da manhã

Olho para o meu desktop e suspiro por me aperceber aos poucos que não precisava do Dragon Age. Ferelden não me segura.

Por outro lado, redescobrir o Quake Live e partir as trombas a heréticos no Dawn of War 2 deixa-me contente.

Por mais que tente ir na direccão contrária, é o multiplayer que me chama. Sorrio quando sei que sou eu o gajo que faz com que a pessoa do outro lado pense/exclame "ai o gajo ali metido?!"

SPLAT!

domingo, 3 de janeiro de 2010

Titan Quest


Ufa, lá acabei isto mais a expansão Immortal Throne.
Não que não tenha gostado, mas 2 dias, 8 horas e 21 minutos de grinding com 56 mortes pelo meio (segundo as estatísticas do jogo) cansa um bocadinho.

Para quem gosta do estilo RPG de acção como Diablo, não vai perceber pela diferença com este, excepto ter as mitologias gregas, egípcias e chinesas, com ênfase na primeira e a ausência de cinematics. Eu agora só pego num do mesmo estilo daqui a muito, muito tempo. Talvez quando sair o Diablo 3.

Já agora, a minha personagem saiu um bocado da onda da gayzice. Ora vejam lá...